China bloqueia Whatsapp, diz jornal

governo chinês bloqueou todas as funcionalidades do Whatsapp no país, segundo especialistas de segurança entrevistados em reportagem do jornal "The New York Times" publicada nesta segunda-feira (25).
De acordo com o texto, o bloqueio faz parte de uma série de ações que aumentam a vigilância na China antes de uma grande reunião do Partido Comunista em outubro.
Esta não é a primeira medida do governo chinês contra o aplicativo de troca de mensagens. Em julho, funções como chamadas de vídeo e trocas de imagens já tinham sido bloqueadas no país, mas mensagens de texto continuavam funcionando.
O Whatsapp era o último produto do Facebook disponível para a população da China, já que a rede social tinha sido bloqueada em 2009. O Instagram também não funciona no país.
O bloqueio do Whatsapp sugere o desenvolvimento de um novo programa especializado em interferir na troca das mensagens. Os especialistas ouvidos pelo "NYT" relatam que o aplicativo começou a sofrer aos poucos na quarta-feira (20), mas que alguns usuários talvez ainda possam usar o serviço.
O Facebook não comentou o bloqueio.


ADS

Nenhum comentário