Google vai tratar da mesma forma serviço próprio de compras e concorrentes

O Google tratará seu próprio serviço de compras da mesma forma que trata o de rivais quando oferecem anúncios no topo de uma página de busca, informou a empresa nesta quarta-feira (27), à medida que busca cumprir ordem antitruste da União Europeia e evitar novas multas.
A Comissão Europeia aplicou uma multa recorde de 2,4 bilhões de euros no maior gerenciador de buscas online do mundo em junho e a mandou parar de favorecer seu serviço de compras.
A empresa disse que os concorrentes poderão oferecer anúncios no espaço de compras por meio de um leilão, confirmando informação da Reuters.
"Estamos dando aos serviços de comparação de compras a mesma oportunidade de mostrar anúncios de compras de comerciantes nas páginas de resultados de busca como nós damos ao Google Shopping", disse o porta-voz da empresa, Al Verney.
"O Google Shopping competirá em termos iguais e funcionará como um negócio separado, participando do leilão da mesma forma que os concorrentes", afirmou. As mudanças entrarão em vigor na quinta (28) e só serão aplicadas na Europa.
Analistas do Deutsche Bank estimam que o negócio europeu de anúncios de listagem de produtos (PLAs, na sigla em inglês) deve gerar entre US$ 4 e 5 bilhões, representando cerca de 5% da receita total de anúncios da empresa.


ADS

Nenhum comentário