'Inovação está em computadores, não smartphones', diz chefe dos PCs da HP

O discurso de que o mercado de PCs está em baixa já dura alguns anos e, em mercados como o de desktops, números de vendas estão aí para reforçar esse ponto de vista. Porém, um executivo da área defende justamente o contrário — e até coloca esses eletrônicos acima de um produto que está em alta.
"A inovação está acontecendo nos PCs", afirma o chefe da divisão de computadores da HP, Ron Coughlin. Em entrevista do site Cnet, ele afirmou que o tempo de uso em computadores está aumentando, enquanto o gasto em smartphones começou a decair.
Tem fundamento
Ele se baseia principalmente no ótimo momento da HP no mercado de PCs. A fabricante é a segunda maior do mundo na venda de computadores de acordo com dados do segundo trimestre de 2017 com 21% do mercado — só 1% a menos que a líder Lenovo.
Além disso, o executivo confirma que a HP não pretende lançar smartphones para o mercado consumidor. E ainda desdenhou da ideia de que um tablet com teclado seja melhor do que um laptop fino ou um híbrido. "O consumidor já falou. O atual dono de um PC deseja duas vezes mais uma atualização com outro PC do que um dono de tablet de comprar outro tablet melhorado. O futuro está mais nisso e nesses PCs híbridos", comenta.
Quase todas as fichas
A HP ainda aposta muito no segmento gamer e de realidade virtual. Prova disso é o Omen X VR, um computador que atende os dois segmentos ao mesmo tempo e pode ser carregado por aí como se fosse uma mochila.
Um homem vestindo uma mochila.
"O PC se tornou um mercado de pós-venda. Mas, como no setor automotivo, esse pode ser um grande negócio", explica Coughlin. Isso significa que os donos de computadores não trocam sempre o aparelho em si, mas movimentam muito os mercados secundários de peças. "As pessoas entenderam que você não pode fazer de tudo em um celular. Eu acho que o declínio do PC está quase no fim", conclui.


ADS

Nenhum comentário